Fluoxetina: O que é e para que serve? Fluoxetina emagrece?

A OMS afirma que cerca de 5,8% da população brasileira sofre de transtorno depressivo, 1,4% a mais que a média mundial. Isso significa que cerca de 12 milhões de pessoas no Brasil sofrem de depressão, número que não é desprezível. Em muitos desses casos, a prescrição de medicamentos é necessária para superar a doença. É por isso que hoje vamos passar um tempo explicando qual é um dos antidepressivos mais prescritos e com melhores resultados e para que serve: a fluoxetina.

Lembre-se que este artigo é meramente informativo e que em caso de dúvidas deve sempre consultar o seu médico de referência.

Resumo das características do medicamento da Fluoxetina

fluoxetina emagreceTipo de medicamento: ISRS

Dosagem: Entre 20 e 60mg/dia

Concentração Plasmática Máxima: Entre 6 e 8 horas após a administração.

Meia-vida no corpo: 2 a 3 dias.

Metabolismo: Hepático

O qué é Fluoxetina e para que serve

A fluoxetina é um medicamento antidepressivo pertencente ao grupo dos Inibidores Seletivos da Recaptação da Serotonina. Foi documentado pela primeira vez em 1974 e sua comercialização começou em 1987, representando uma grande recepção devido à sua grande segurança e efeitos adversos bem tolerados.

A fluoxetina é especialmente indicada para o tratamento de:

– Transtornos depressivos

– Ataques de pânico

– TOC

– Bulimia Nervosa

– Transtorno disfórico pré-menstrual

– Síndrome do pânico

A fluoxetina também é usada ocasionalmente, entre outros, para o tratamento de:

– Alcoolismo

– Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade

– Alguns distúrbios do sono

– Enxaquecas

– Transtorno de estresse pós-traumático

A fluoxetina atua inibindo a recaptação de serotonina no neurônio pré-sináptico, embora também tenha efeito sobre a norepinefrina. Considera-se também que aumenta os níveis de dopamina e norepinefrina, fato que o diferencia de outras drogas da mesma família.


Venlafaxina: O que é, para que serve, dúvidas e depoimentos


Efectois colaterais do Cloridrato de Fluoxetina

Quanto aos efeitos indesejados que a administração de fluoxetina pode ter, podemos encontrar:

– Como a probabilidade é baixa, pode causar episódios maníacos ou hipomaníacos. No entanto, essa probabilidade é ainda menor do que a de outros antidepressivos, como os da família dos tricíclicos ou IMAOs.

– Pode causar sonolência, dificuldades motoras, boca seca, taquicardia, visão turva, fotofobia, midríase, retenção urinária, exaustão, dificuldade de concentração, alucinações, confusão, ejaculação retardada, disfunção erétil, perda de memória de curto prazo, delírios, insônia e ansiedade

– Como a fluoxetina é um vasoconstritor, seu uso prolongado pode causar hipertensão.

Contra-indicaçõesfluoxetina engorda

A fluoxetina não deve ser usada durante a gravidez, a menos que seu uso possa ser justificado por benefícios terapêuticos. É importante prestar atenção principalmente na última fase da gravidez e nos momentos que antecedem o parto.

Dúvida 1: Fluoxetina emagrece?

A fluoxetina não é um medicamento indicado para perda de peso. No entanto, sua ação no sistema nervoso central pode influenciar o apetite, causando diminuição do peso corporal.

Portanto, o mecanismo exato pelo qual a fluoxetina contribui para a perda de peso não está claro e este medicamento não deve ser administrado para esse fim em nenhuma circunstância.

Dúvida 2: O cloridrato de fluoxetina engorda?

Normalmente, a fluoxetina não tem efeito sobre o peso corporal. Mesmo assim, foram documentados casos em que se afirma que pode ter um efeito saciante, reduzindo assim a quantidade e a frequência dos alimentos ingeridos.

Pergunta 3: Posso beber se tomar fluoxetina?

A fluoxetina é uma droga que é metabolizada no fígado. É por esta razão que não é recomendado beber álcool durante o tratamento com este medicamento.

Pergunta 4: A fluoxetina afeta o sono? isso te deixa sonolento?

O cloridrato de fluoxetina é um ISRS, que são medicamentos considerados ativadores. É por isso que a fluoxetina é um tipo de antidepressivo que geralmente é tomado pela manhã, pois não causa sonolência na maioria dos casos.

Depoimentos do Cloridrato de Fluoxetina

Mulher, 19 anos. Transtorno de ansiedade

“Leva tempo para fazer efeito e isso eu achava que não. Acho que demorei mais para fazer efeito porque foi a primeira vez que tomei e comecei a tomar metade.”

Homem, 54 anos. TOC

“100% eficaz. Estou tomando há algum tempo e junto com a terapia psicológica e aceitando que o TOC sempre viverá comigo, posso levar uma vida normal.”

Mulher, 32 anos. Depressão

“Estou tomando há 20 dias e tem ajudado meu humor. Já não choro tanto. No entanto, estou um pouco mais sonolento, mas acho que precisarei de mais tempo para me adaptar.”

→ “Sertralina: O que é e para que serve. Dúvidas e depoimentos